domingo, 2 de dezembro de 2007

LUGAR PÚBLICO: A TARA DE QUEM NUNCA FEZ

Como todos sabem, sou um realizador de fantasias sexuais. Já participei de todo tipo de bagunça, sempre em nome da farra irrestrita. Assim, posso falar numa boa sobre os mais manjados desejos femininos.

Com exceção daquelas que têm coragem de assumir o desejo de transar com dois caras, o resto do mulherio vive repetindo clichês idiotas, como transar no mar, na praia, numa gôndola em Veneza ou em qualquer outro lugar público.

Já fiz tudo isso e digo: sempre foi uma bosta. Não repetirei a dose. Explico os porquês:

No Mar
Muitas mulheres acham que é o máximo, mas é uma porcaria. Se você nunca fez, então faça. Mas logo descobrirá que é uma tremenda bosta. A água salgada trata de bagunçar o coreto da lubrificação feminina. E assim tudo fica mais difícil.

Sem contar alguns outros contratempos, como o fato de que, à noite, a água tende a esfriar rapidamente. Ou seja, em algumas horas, estará um frio da porra. Ah, ‘ele’ não demora tanto? Nesse caso talvez seja melhor trocar de parceiro. Vai por mim.

Na Praia
Parece bacana, até começar o ‘ventinho amaldiçoado’. Essa brisa desgraçada carrega consigo partículas de areia, prejudicando sobremaneira o contato entre os corpos. Acho que vocês me entendem, não é? Roubadaça.

Gôndola em Veneza
Só quem nunca esteve em Veneza desconhece o cheiro horripilante daqueles canais. Além desse contratempo nada desprezível, há a presença pouco erótica do moço que conduz a embarcação. Além de inviável, é cafona.

Lugares Públicos em Geral
Talvez por exibicionismo, ou aquela história da adrenalina etc, boa parte da mulherada adora esse negócio de ‘lugar público’. Nos dias de hoje, porém, isso é uma tremenda enrascada.

E não falo isso pelo ‘risco de um flagrante’, até porque esse tipo de problema está dentro do objetivo da tara. Nada a ver. O grande enguiço, atualmente, é a segurança pública.

O casalzinho dá uma de malandróvski e resolve fornicar dentro do carro. Maravilha! Isso até aparecer uns malacos e rolar o temível seqüestro relâmpago. Todos sabemos que isso não é exagero ou paranóia.
Mas é isso aí. Se você nunca fez nada assim, tem mais é que fazer. Fantasia sexual é isso mesmo: parece fantástico na hora de imaginar, mas é bem normalzinho quando realizamos.

8 comentários:

Anônimo disse...

RISOSSSSSSSSSSSSS...VC É MUITO ENGRAÇADO. PARABÉNS!

Anônimo disse...

Carro nem é fantasia, é estado de necessidade. É igual ter que parar no acostamento da estrada pra dar aquela mijadinha no matinho... não dá pra esperar chegar no local apropriado!

madlless disse...

E fazer em umapraça? emfrente a matriz? nas escadarias que descem par aos WC's...ou enfrente a um lijinha recem construida. nops degraus da entrada ....essas coisas ninguem comneta...

Anônimo disse...

Transar no portão de casa - a minha, da mulher - e na garagem de um edificio no centro da cidade (na garagem, nao no carro)... duvido q alguem tenha tanta cara de pau... haihaihaaui
ah
sobre serem boas, a primeira foi mto rapida... a da garagem foiuma maravilhaaa
\o/

Anônimo disse...

E dentro do ônibus de viagem? Aí vem aquela que ser flagrado está dentro do objetivo... Nem sempre! E se for um ônibus fretado para transportar a equipe de trabalho nas viagens da empresa? Se alguém pega, como vc encara os colegas de trabalho e o possível desemprego? Mas eu confesso que gosto muito dessa aventura e repito vez ou outra.

Silvana disse...

É um dom saber fazer graça com/em várias situações.

Mas é muito, muito bom ser engraçadinho em dupla, trio, do lado de fora da porta de casa, com as luzes apagadas e as pessoas passando na calçada, no elevador do prédio (sem câmera de segurança!) na madrugada...

Anônimo disse...

No mar é ruim demais, mesmo. Já aconteceu, não por tara, mas pq brincadeira vai... deu vontade (nele). Mas detestei! Não recomendo.

Anônimo disse...

transar em publico tem mesmo mil maneiras. a mais complicada que ja fiz foi no jet sky com marolas a coisa não encaixa,o jet não para de balançar, e avontade vai aumentando, e o trem querendo,foi impossivel. resultado encostei o jet no barranco e aí sim conseguimos, não deu no meio da baía mas deu em cima do jet.